quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Verdadeiro ou falso - Traballho de parto

A ansiedade aumenta, o coração dispara e a cada segundo o Davi está mais perto de dar o ar da graça; estou em meio a um falso trabalho de parto, desde sexta dia 29/11, foi o primeiro grande susto, contrações fortes com pausas de 1 em 1 minuto...
Dificil descrever a dor, mais vou tentar, é uma pontada forte no baixo utero, a dor se espalha pras costas e as vezes desce até a parte interior da coxa, algumas pontadas na virilha e 3 dedos de dilatação de herança, a pergunta que não quer calar, isso é o falso trabalho de parto?? Sim, pois as contrações são irregulares, ora frequentes, ora demoradas, etc.
Bom já foram duas visitas ao hospital e retorno com as malas pra casa, isso é normal, serve pra além de tudo aumentar a expectativa, afinal o Davi não deixaria de fazer sua graça...rs
Em resumo, ele está encaixado, na posição e no jeito pra nascer, a opção foi parto normal, se Deus quiser, é hora de esperar, mais um pouco!
"Durante a última fase da gravidez, mãe e feto preparam-se para o parto. O feto cresceu e desenvolveu-se, preparando-se para a vida extra-uterina.
A mãe ao longo da gravidez, sofreu várias adaptações fisiológicas que a prepararam para o parto e para a maternidade.
O trabalho de parto e o nascimento representam o terminus da gravidez e o início da vida extra-uterina para o recém-nascido.

DEFINIÇÃO DE TRABALHO DE PARTO :
Trabalho de parto é um processo que tem como finalidade expulsar o feto, a placenta, e as membranas, para o exterior do útero, através do canal de parto.

SINAIS DE FALSO TRABALHO DE PARTO :
  • Expulsão do rolhão mucoso ( Consiste na eliminação pela vagina de um muco gelatinoso e rosado, acastanhado ou sanguinolento, tipo clara de ovo. Na presença deste sinal não é necessário dirigir-se à maternidade.)
  • Contracções irregulares (o seu intervalo não é certo).
  • Dor que atenua com a marcha.
  • Os movimentos fetais podem encontrar-se aumentados.
  • Sem alterações da secreção vaginal.
  • Nesta situação não é necessário recorrer à maternidade, repouse em decúbito lateral esquerdo e vigie se as contracções se tornam cada vez mais intensas, rítmicas/regulares e frequentes.
SINAIS DE VERDADEIRO TRABALHO DE PARTO :
  • Rotura de bolsa de águas ( É a saída pela vagina de um líquido de cor clara (pode sair pouco a pouco ou em quantidade abundante que não consegue reter), e indica o rompimento da bolsa amniótica que contém o bebé. Neste momento deve dirigir-se à maternidade.)
  • Contracções uterinas regulares ( As contracções uterinas no início aparecem espaçadas de 30 em 30 ou de 20 em 20 minutos e são de fraca intensidade. Este ritmo vai aumentando, passando a ser de 15 em 15 e depois de 10 em 10 minutos, e nesse momento, é altura de com calma ir para a maternidade. )
ESTÁDIOS DO TRABALHO DE PARTOO decurso do trabalho de parto, que é razoavelmente constante, consiste em:
  • Progressão regular das contracções uterinas.
  • Apagamento e dilatação progressiva do colo uterino.
  • Progressão do feto.
A duração de total média do primeiro estádio de trabalho de parto (desde as primeiras contracções uterinas regulares até à dilatação completa do colo uterino) varia, na mulher que vai ter um primeiro filho, entre 3 e 19 horas, nas gravidezes subsequentes, os valores situam-se entre 1 e 14 horas.
  • O segundo estádio (período expulsivo) pode ir até 3 horas, na mulher que vai ter o primeiro filho e 1,5 horas em gravidezes subsequentes.
  • O terceiro estádio do trabalho de parto (decorre entre o nascimento do feto e a expulsão da placenta), pode ir até 60 minutos.
  • O quarto estádio do trabalho de parto consiste na fase de hemostase e dura cerca de 2 horas após a expulsão da placenta.

SITUAÇÕES QUE A DEVEM LEVAR À MATERNIDADE
Independentemente de se encontrar em franco trabalho de parto existem situações que a devem levar a procurar orientação pelos profissionais de saúde.
  • Hemorragia vaginal;
  • Perda de líquido pela vagina;
  • Corrimento vaginal com prurido/ardor;
  • Dores abdominais;
  • Arrepios ou febre;
  • Dor/ardor quando urina;
  • Vómitos persistentes;
  • Dores de cabeça fortes ou contínuas;
  • Perturbações da visão;
  • Diminuição dos movimentos fetais.
Lembre-se que a gravidez é uma situação normal, mas exige uma atenção especial à sua saúde e à saúde do filho que vai nascer. Sempre que suscitarem dúvidas procure orientação pelos profissionais de saúde.

conteúdos cedidos por parceiro guiadafamilia.com :
Sras. Enfermeiras :
Paula António / Andreia Silva Marques / Conceição Pinho Reis
Enfermeiras Especialistas em Saúde Materna e Obstetrícia "


Dia 29 - 30/10, alarme falso

Dia 29 - 30/10, alarme falso
Dia 02 - 03/11, alarme falso

Dia 02 - 03/11, alarme falso
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário